Carioca de Nascimento, Paulistano de Coração: Bruno Maia, UX/UI Designer

Começou na Qulture: Março de 2017

Primeiro papel: UX/UI Designer


Conte o que você faz na Qulture.Rocks

Eu sou UX/UI designer e além de trabalhar em toda a identidade visual da empresa meu objetivo é fazer com que o usuário do aplicativo (web e mobile) da Qulture.Rocks tenha a melhor experiência de interação possível, através de telas bem diagramadas, arquitetura da informação bem planejada e com um apelo estético apurado. É muito importante que eu pense em maneiras de fazer o usuário utilizar a ferramenta no seu dia-a-dia de uma maneira simples e intuitiva, que não seja um esforço ou apenas uma tarefa chata e obrigatória no seu dia, assim podemos ajudar ele e a sua empresa a criar culturas incríveis, que é o objetivo da Qulture.Rocks.

Qual impacto você teve na Qulture desde que se tornou parte do time? Conte alguns highlights.

Acredito que com a minha entrada e equipe está ficando bem mais preocupada com a apresentação e utilização do nossa identidade visual! Até as pessoas de áreas que normalmente não se preocupam muito com o visual como programadores e administradores vem me pedir conselhos de como adequar suas apresentações e dados de acordo com o manual de identidade da Qulture.Rocks.

Qual sua história de vida? Por onde já passou?

Desde a pequeno sempre fui muito fascinado por tecnologia. Tive o meu primeiro computador muito novo pois meu pai também adora novidades. Tive meu primeiro “negócio” aos 13 anos e foi um site de restaurantes online que na época dava até pra fazer pedido em um deles através de um form mail… Depois tive um site de “baladas” aos 17 anos que mostrava as melhores festas do Rio e eu ia fotografar as festas.

Depois disso fiz faculdade de Design na PUC-Rio, estagiei na encubadora nos meus primeiros semestres e depois fui para a Rede Globo. Mas sempre tive uma veia empreendedora por isso saí para criar o meu próprio negócio com um amigo da faculdade, nasceu então a Boo! Studio. Por 6 anos fiquei no escritório até que não estava mais me sentindo desafiado e resolvi sair para procurar novos desafios! Fiquei por 1 ano trabalhando em uma produtora de vídeos com um outro grande amigo meu (Aria Filmes) até que comecei a sentir falta do Design, porém além de por a mão na massa eu gostaria muito de evoluir na área estratégica e de design thinking e por isso resolvi dar um passo maior e me mudar para São Paulo, onde no Brasil, sem dúvidas está o mercado e todas as oportunidades de crescimento e evolução na área. Agora estou na Qulture e justamente por ser uma empresa que tem totalmente a minha cara, uma empresa que te incentiva o sentimento de ownership, de trabalhar como se a empresa e o produto fossem seus (e são). :)

Conte alguma grande conquista da sua vida? Alguma coisa distintiva que você já fez?

Acredito que mesmo tendo saído, uma grande conquista minha foi ter mantido uma empresa de sucesso no Brasil. Mesmo não sendo um escritório grande, nós sempre tivemos bastante trabalho e com clientes pequenos e grandes. Tínhamos um pensamento muito parecido com o da Qulture que era fazer nossos funcionários tratarem a empresa como se fosse deles.

Como você descreveria a cultura da Qulture.Rocks?

Como falei acima, além de todos na equipe trabalharem como se a empresa fosse sua, todos trabalham com paixão pelo produto e com muita alegria. Somos muito focados nos nossos clientes e sempre querendo que nossa ferramenta gere muito valor para eles e que crie mais pessoas e empresas melhores e culturas incríveis. Todos na equipe estão sempre querendo evoluir e crescer, pessoalmente e profissionalmente. Pelo que percebo e falando por mim também, ninguém da equipe odeia segunda feira, muito pelo contrário! :P

Como é trabalhar na Qulture.Rocks?

Muito divertido! É engraçado que quando me mudei do Rio eu não tinha idéia do que me esperava aqui em SP, mas já no primeiro dia o pessoal me recebeu super bem e todos (mesmo que com diferentes backgrounds) tem um mesmo clima e feeling é um ambiente muito leve e me surpreendeu bastante. Todo mundo está sempre disposto a te ajudar e a evoluir. O Kiko está sempre passando mil livros, vídeos e matérias que estão me ajudando a evoluir MUITO e não só no design, o que está me deu uma visão muito mais ampla, seja de RH, psicologia, gestão de negócios e muitas outras coisas que nunca pensei em ler e estudar.