Dos Video Games à Gestão de Performance: Erick Takeshi

Começou na Qulture: Janeiro de 2017

Primeiro papel: Full-stack Software Engineering Intern - Junior

Papel atual: Full-stack Software Engineering Intern - Pleno


Conte o que você faz na Qulture.Rocks.

Trabalho na área de produto, mais especificamente na área de desenvolvimento web.
Meu papel aqui dentro da Qulture é de entregar um software bem estruturado, capaz de escalar e ser mantido com rapidez e segurança. Mais do que isso, entregar um produto que realmente auxilie no processo de gestão de performance nas empresas.

Qual impacto você teve na Qulture desde que se tornou parte do time? Conte alguns highlights.

Acredito que eu pude acrescentar mais tração ao time de produto, aumentando a velocidade com que as entregas estão sendo feitas. Recentemente pude contribuir para o processo de onboarding de novos membros ao time de desenvolvimento, alinhando o caminho das pedras para que novos integrantes do time possam gerar valor para o time o mais rápido possível.

Qual sua história de vida? Por onde já passou?

Meu interesse por tecnologia vem desde a minha infância, grande parte por ser fascinado por video games e internet. O meu primeiro contato com programação foi devido a um software de automatização de tarefas em jogos online: na época era necessário escrever scripts que seriam capazes de executar um fluxo de jogo automaticamente. Foi uma fase muito boa.

Por conta disso acabei me interessando pelos cursos de Ciência da Computação e Engenharia de Computação, e acabei optando pelo segundo na Escola Politécnica da USP.

Conte alguma grande conquista da sua vida? Alguma coisa distintiva que você já fez?

Acredito que uma das minhas maiores conquistas seja o meu ingresso na Poli-USP. Foram 2 anos de muita dedicação e esforço para conseguir superar as lacunas deixadas pelo ensino público. Me sinto muito realizado ao perceber que tudo isto valeu a pena no final.

Como você descreveria a cultura da Qulture.Rocks? 

Na Qulture temos um ambiente de trabalho bem descontraído, um reflexo de que as pessoas trabalham com muita paixão e gostam do que fazem. O desenvolvimento do time como um todo é uma preocupação real e todos possuem a mentalidade de crescer e fazer crescer. Outro aspecto importante é que todos se preocupam muito com suas entregas, se estão entregando o máximo e se isso está sendo feito da maneira correta.  

Como é trabalhar na Qulture.Rocks?

Trabalhar na Qulture é uma experiência fantástica, a real preocupação com o desenvolvimento de seus colaboradores é o que faz com que isso se torne algo único. Além disso, poder estar envolvido com gente apaixonada pelo o que faz e que se sentem felizes com o que fazem torna tudo muito mais agradável.