Sucesso Para o Cliente: Liliane Takemoto, Customer Success Analyst

Começou na Qulture: Dezembro de 2016

Primeiro papel: Estagiária

Papel atual: Customer Success Analyst


O que você faz aqui na Qulture.Rocks?

Trabalho no time de Customer Success. Nossa missão é fazer com que os clientes obtenham sucesso em suas práticas de gestão de performance através da plataforma Qulture.Rocks. Meu trabalho é ser o ponto de contato dos clientes com a Qulture, implementando a ferramenta, acompanhando seus processos e propondo melhorias com base nas melhores práticas que observamos trabalhando com mais de 40 clientes.

Então basicamente meu dia a dia é todo falando e interagindo com nossos clientes. Pode-se dizer que somos bem próximos.

Qual impacto você teve na Qulture desde que se tornou parte do time? Conte alguns highlights.

Tenho muito orgulho de ter participado da definição e implementação de práticas de gestão de performance em muitas empresas que admiro muito. Ver essas práticas saindo do papel e virando realidade, impactando a vida de um monte de gente, é muito gratificante. Hoje atendo uma carteira de aproximadamente 40 clientes, que confiam em mim para todas as suas necessidades.

Além de cuidar dos clientes, temos muito trabalho a fazer estruturando a área de Customer Success. Criamos e executamos nossa metodologia de implementação da ferramenta (e das práticas), mapeamos os processos da área, e agora estamos buscando mais uma pessoa pra atender os clientes que vêm pela frente!

Qual sua história de vida? Por onde já passou?

Nasci em São José do Rio Preto, interior de SP. Ao longo da minha infância morei em várias cidades por conta do trabalho dos meus pais, até me estabelecer em Mogi das Cruzes. Fiz todo o ensino médio em Mogi e depois fui fazer Engenharia de Produção na USP campus Lorena, no caminho para o Rio de Janeiro. Em Lorena participei de alguns projetos na área de engenharia de produção em sua maioria voltados para a área acadêmica. Também fiz parte de um núcleo de empreendedorismo que me deu a oportunidade de conhecer a Qulture.Rocks, meu primeiro estágio. Hoje já fui efetivada, e sou Analista de Customer Success.

Conte alguma grande conquista da sua vida...

Uma coisa que me marcou muito foi um projeto que participei na faculdade chamado Campus Zero. Foi um projeto que começou no primeiro semestre da faculdade e depois foi ganhando grandes proporções. Era uma projeto que nosso grupo precisava fazer pra ganhar nota na matéria daquele semestre e que depois conseguimos um financiamento da USP de R$ 50.000,00 para colocá-lo em prática e ao final dele fomos apresentá-lo na Europa. Foi bem legal!

Como você descreveria a cultura da Qulture.Rocks? 

Na Qulture todo mundo trabalha duro e se diverte o dia todo. Todas as áreas trabalham lado a lado, o que facilita muito nossa comunicação. Não importa a qual área você pertence, você acaba se envolvendo com as outras o que é muito legal! Você acaba conhecendo um pouco sobre o produto (parte de programação), sobre vendas, sobre tudo! 

Como é trabalhar na Qulture.Rocks?

Trabalhar na Qulture é divertido. Pra começar, todo mundo tem mais ou menos a mesma idade, e tira muito sarro o dia todo. 

O escritório é muito legal! Estar no Cubo foi uma das coisas que me atraiu em ir pra Qulture.Rocks. Agora temos uma salinha só nossa no Cubo, então estamos podendo ficar mais juntos e ter mais liberdade. Como não temos cadeira pra todos, o ultimo a chegar senta na bola de pilates :) Brincadeiras à parte, vamos arrumar uma cadeira pra você quando você vier trabalhar conosco! rsrs Diferentemente do Google onde você pode andar pelo escritório de bicicleta, nós temos um patinete que é bem mais legal! Os horários de trabalhos são flexíveis, além disso, você pode fazer home office quando precisar.

Mas o mais legal são as pessoas e o crescimento profissional. A Qulture cresceu muito em apenas dois anos e pouco de existência, porque ela foi construída por pessoas incríveis que admiro muito! São pessoas que buscam ser melhorar e se desenvolver a cada dia e trabalham duro pra isso. Fazer parte desse time me faz querer ser como eles.