A contratação de profissionais tem sido um desafio para o recrutamento de muitas empresas. Se por um lado não faltam pessoas buscando novas oportunidades, por outro há uma dificuldade em alinhar as habilidades desses profissionais com as demandas das organizações. Por isso, investir em educação corporativa se tornou indispensável para muitas empresas.

Segundo uma pesquisa da Great Place to Work (GPTW), 39% das empresas notam uma lacuna no desenvolvimento de habilidades comportamentais em seus colaboradores. Dessa forma, é fundamental que as organizações também invistam no desenvolvimento dessas habilidades interpessoais da equipe.

Confira o conteúdo e entenda o que são as habilidades interpessoais, quais são as principais e como desenvolvê-las na sua organização!

O que são as habilidades interpessoais?

De acordo com o livro “Fundamentals of Human Resources Management”, as habilidades estão relacionadas ao desempenho de um colaborador em alguma tarefa específica. As habilidades interpessoais — também chamadas de soft skills — são competências socioemocionais ligadas ao comportamento e características pessoais das pessoas colaboradoras.

Essas habilidades se destacaram com a pandemia da Covid-19 e a expansão do trabalho remoto e se diferenciam das habilidades técnicas — hard skills — por três fatores principais:

  • são mais amplas: enquanto as habilidades técnicas são mais específicas e ligadas à execução de alguma tarefa, as habilidades interpessoais podem ser aplicadas em qualquer esfera do negócio;
  • são difíceis de ensinar: ao contrário das hard skills, as soft skills não são tão facilmente transferidas de um colaborador que já domina essa habilidade para outro que pretende se desenvolver nela por estarem associadas à fatores pessoais e comportamentais;
  • são difíceis de medir: se por um lado não é difícil medir o desenvolvimento de um colaborador em uma habilidade técnica, como proficiência em alguma língua estrangeira, por outro lado, como medir a capacidade do mesmo de “lidar com pessoas”?

Justamente pelo último fator, existe o risco das habilidades interpessoais serem abordadas de forma superficial nas organizações, pois o seu desenvolvimento não é fácil de ser mensurado. Apesar disso, é fundamental que as empresas invistam no desenvolvimento dessas habilidades no time para que possam superar momentos de crise e se diferenciar competitivamente no mercado.

A discussão sobre o impacto dessas habilidades nas organizações tem ganhado destaque nos últimos anos. Mas foram os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 que evidenciaram a relevância das soft skills para os resultados do negócio, afinal contar com profissionais que são capazes lidar com pessoas, conflitos e desafios é um diferencial competitivo para qualquer empresa.

Esse novo contexto — conhecido como BANI — é marcado por mudanças disruptivas e pela necessidade dos negócios agirem e tomarem decisões de forma rápida. Por isso, todos os profissionais precisarão se adaptar e ressignificar seus conhecimentos em menor ou maior grau para alcançar os mesmos resultados de antes.

Você também pode gostar destes conteúdos:

👉 Treinamento e Desenvolvimento: saiba tudo sobre o tema!

👉 Experiência de aprendizagem corporativa: entenda a importância

👉 Lifelong learning: entenda por que adotar o aprendizado contínuo

Quais são as principais habilidades interpessoais?

O relatório The Future of Jobs Report 2020 mapeou os empregos e habilidades profissionais mais relevantes para os cinco anos seguintes à pandemia da Covid-19 — até 2025. Confira as principais habilidades interpessoais que foram apontadas no relatório:

  • pensamento crítico e análise;
  • resolução de problemas;
  • aprendizagem ativa;
  • resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade;
  • pensamento analítico e inovação;
  • criatividade;
  • liderança; 
  • inteligência emocional.

Ainda que habilidades técnicas ligadas à tecnologia, programação e experiência do usuário também tenham sido mencionadas no relatório, as habilidades interpessoais e de autogestão se notabilizaram, reforçando a importância de se investir no desenvolvimento dos profissionais em direção a essas competências.

O relatório ainda apontou que o aprendizado e os treinamentos online estão crescendo, com destaque para a oferta de oportunidades de aprendizagem online pelas organizações. Os cursos de desenvolvimento pessoal estão sendo priorizados e tiveram um crescimento de 88% entre os profissionais.

Como desenvolver as habilidades interpessoais na equipe?

As habilidades interpessoais podem variar entre as pessoas colaboradoras. Enquanto alguns profissionais podem ter mais aptidão para determinada soft skill, outros podem ter mais dificuldade para desenvolvê-la. 

Ainda assim, essas habilidades podem ser desenvolvidas por qualquer profissional. Para isso, as organizações e lideranças devem buscar alternativas para desenvolver as soft skills de acordo com a realidade de cada colaborador.

Feedbacks e one-on-ones

Como vimos, dentre as principais habilidades para os próximos anos, destacam-se competências ligadas à autogestão e aprendizagem ativa dos profissionais. Pensando nisso, existem algumas práticas que podem direcionar e fomentar o desenvolvimento dos colaboradores em direção à essas habilidades.

Com a prática de feedbacks, por exemplo, os colaboradores podem identificar mais facilmente pontos de melhoria e desenvolvimento. Com uma cultura de feedback contínuo e a troca de feedbacks recorrente entre os pares, as pessoas do time são capazes de identificar no que estão mandando bem ou, então, quais aspectos podem aperfeiçoar em seus entregáveis e rotinas de trabalho.

Já as one-on-ones são reuniões frequentes dos líderes com cada um dos seus liderados. Esses momentos favorecem uma conversa mais transparente e individualizada com as pessoas do time e são importantes para o alinhamento dos pontos de desenvolvimento de cada colaborador no contexto da empresa, incluindo as habilidades interpessoais.

Plano de desenvolvimento individual

As one-on-ones e a troca de feedbacks facilitam a compreensão dos colaboradores em relação às suas prioridades de desenvolvimento na organização. Porém, se essas ações não são desdobradas em entregáveis claros, corre-se o risco dos profissionais não priorizarem o desenvolvimento das competências em suas rotinas.

Uma forma de evitar isso é com o plano de desenvolvimento individual (PDI). Por meio dessa ferramenta, as lideranças podem apoiar e acompanhar o desenvolvimento dos seus liderados, conciliando as ambições individuais com a estratégia do negócio, pois é possível definir ações e entregáveis claros para as habilidades que cada colaborador busca desenvolver.

Imagine que um colaborador que busca uma promoção identifica, por meio das one-on-ones e feedbacks recebidos, que precisa desenvolver suas habilidades de liderança. Por meio do PDI, ele pode definir com apoio do seu líder um plano personalizado com materiais, conteúdos e práticas que contribuam para o aprendizado dessa habilidade específica. A partir dessa ferramenta, o líder poderá acompanhar sua evolução e auxiliá-lo sempre que precisar.

Plataforma de educação corporativa

Contar com uma plataforma de educação corporativa facilita e agiliza o aprendizado das pessoas colaboradoras. Sabemos que as soft skills se tornaram decisivas para a competitividade das empresas e que práticas como one-on-ones e PDIs podem apoiar no desenvolvimento delas.

Mas como escalar esse processo na empresa? Com soluções educacionais corporativas, os profissionais podem desenvolver essas habilidades de forma simples, intuitiva e personalizada. Essas plataformas facilitam a criação de trilhas de aprendizagem para cada colaborador e podem ser acessadas de qualquer lugar.

Então aquele colaborador que precisava desenvolver suas soft skills de liderança, por exemplo, pode contar com conteúdos prontos e ministrados por especialistas de mercado. Com essas trilhas personalizadas, os entregáveis do PDI ficam mais claros e a aprendizagem do colaborador é facilitada.

Neste conteúdo, você pôde entender a importância das habilidades interpessoais no desenvolvimento das pessoas do time e para o diferencial competitivo do negócio. Como vimos, essas habilidades são muito relevantes para os próximos anos e é fundamental que as organizações invistam no desenvolvimento delas.

Quer entender mais como uma plataforma de educação corporativa pode impulsionar o aprendizado e desenvolvimento da sua equipe? Confira as soluções de learning da Qulture.Rocks e UOL EdTech!